II Seminário de Atenção Multiprofissional à Saúde do Neonato, Criança, Adolescente e Família desenvolve pesquisas relacionadas ao bem estar da população.

quarta, 08 de janeiro de 2020.

 

Foto 1 -  Curso sobre aleitamento materno -  Foto 2 - Curso sobre parada respiratória -  Foto 3 - Apresentação de trabalhos.

 

O II Seminário de Atenção Multiprofissional à Saúde do Neonato, Criança, Adolescente e Família ocorreu nos dias 21 e 22 de novembro de 2019, no Auditório do Centro de Ciências da Saúde no Campus da UFSM. Esta segunda edição do Seminário foi promovido pelo Grupo de Pesquisa Saúde do Neonato, Criança, Adolescente e Família - CRIANDO em parceria com o Grupo de Pesquisa Cuidado à Saúde das Pessoas, Famílias e Sociedade (PEFAS) e o Núcleo de Pesquisa em Geografia da Saúde (NePeGS).

O objetivo do II Seminário foi a discussão e a reflexão sobre a atenção multiprofissional à saúde na infância, na adolescência e no contexto de suas famílias. O projeto deste evento, como o anterior, é coordenado pela enfermeira, professora Dra. Eliane Tatsch Neves, do Centro de Ciências da Saúde – CCS – UFSM. A professora Eliane explicou que no primeiro dia 21/11 foram desenvolvidos 4 minicursos que contaram com 47 participantes. Os destaques desta segunda edição tiveram como referência:

- O trabalho do Comitê de Investigação de Mortalidade Materna, Fetal e Infantil, a importância da notificação dos óbitos, pois estes dados podem denotar a qualidade da assistência à gestantes e crianças;
- A humanização do parto e nascimento e suas repercussões na saúde do recém-nascido, da mulher, da família e da equipe que assiste o parto e o nascimento: com a participação de enfermeiras e psicólogas;
- A assistência à crianças e adolescentes na atenção primária em saúde e a importância da constituição de redes de saúde: com a participação de médico e enfermeiras;

O evento finalizou com reflexões acerca das violências contra crianças e adolescentes, ocorreu a participação do promotor da Vara da Infância e Adolescência e assistentes sociais.

Foto 1 -  curso sobre humanização no parto -  Foto 2 - Curso sobre mortalidade infantil.

 

A professora e coordenadora Eliane enfatizou que a segunda edição do Seminário obteve a presença de 87 participantes oriundos das áreas da fisioterapia, da medicina, da enfermagem, da nutrição, da terapia ocupacional, da psicologia, da farmácia, do serviço social e da geografia, profissionais, alunos e docentes provenientes de diversas instituições do Rio Grande do Sul. A professora Eliane salienta que nesta segunda edição do Seminário foram apresentados 40 trabalhos científicos na modalidade pôster.

A segunda edição do Seminário de Atenção Multiprofissional à Saúde do Neonato, Criança, Adolescente e Família foi também um projeto desenvolvido em parceria com a FATEC e a professora Eliane comentou que esta parceria promove agilidade as demandas necessárias para a realização do evento bem como, a contratação do serviço de coffebreak que foi bastante elogiado por todos.

Kelly Martini MTb 137.25
Assessora de Imprensa da FATEC

Ler Notícia Completa

O projeto “ALOCER: Aproveitamento de Lodo de Tratamentos de água na Produção de Produtos Cerâmicos

segunda, 06 de janeiro de 2020.

 

Bom dia !
Com o início deste 2020 e o sincero desejo  de um ano cheio de realizações a todos os nosso colaboradores e amigos, damos continuidade a apresentação de projetos que são gerenciados administrativa e financeiramente pela FATEC  e que passam despercebidos a grande parte da população.
Este projeto mostra uma alternativa inteligente para resolver três problemas graves ao mesmo tempo:
primeiro, tira do meio ambiente um rejeito perigoso; diminui o impacto ambiental da mineração de argila; e coloca no mercado um material de construção avançado. Assim posto, vemos apenas o aspecto técnico dessa proposição.
Colocando em perspectiva, o projeto pode criar uma solução permanente, por exemplo,
para a destinação de rejeitos de mineração como aqueles que enchiam a barragem de Brumadinho, evitando a construção desse tipo de bomba-relógio ambiental e criando uma alternativa para encaminhar uma desativação construtiva de dezenas de instalações desse tipo.
Parabéns aos colegas envolvidos neste projeto,
que tem como coordenador o engenheiro de materiais, professor Dr. Erich David Rodríguez Martínez do Laboratório de Materiais de Construção – LMCC do Centro de Tecnologia da UFSM,  pela originalidade do projeto.
Uma boa semana a todos
Adalberto C Meller
Secret. Exec. da FATEC

 

Projeto do CT – UFSM observada a demanda produz a partir do aproveitamento do lodo de tratamento de água produtos cerâmicos de qualidade 

O projeto ALOCER: Aproveitamento de Lodo de Tratamentos de água na Produção de Produtos Cerâmicos” tem como coordenador o engenheiro de materiais, professor Dr. Erich David Rodríguez Martínez do Laboratório de Materiais de Construção – LMCC do Centro de Tecnologias da UFSM.  O coordenador Erich explica que o objetivo geral do estudo é:

Aluna no Laboratório Materiais de Construção Civil - LMCC na verificação do material que compõe a cerâmica

- Avaliar o potencial aproveitamento de um lodo de ETA - estação de tratamento de águas e um lodo de ETE - estação de tratamento de esgoto, gerados pela empresa de São Gabriel Saneamento durante o tratamento de águas para a produção de produtos cerâmicos vermelhos. São objetivos específicos da pesquisa:

- Avaliar o efeito da mistura dos lodos de ETA e ETE com argilas nas características de moldagem de blocos cerâmicos produzidos no laboratório;

- Caracterizar o impacto ambiental dos lodos de ETA e ETE mediante análise de lixiviados antes de ser calcinados e no produto obtido quando são utilizados como matéria prima em blocos cerâmicos;

- Avaliar as principais propriedades físicas, mecânicas e características microestruturais dos cerâmicos produzidos com diferentes conteúdos de lodo ETA e ETE e posteriormente queimados;

- Identificar os teores ótimos de incorporação de lodo que não afetam o desempenho e propriedades físico-mecânicas dos produtos cerâmicos;

- Validar os resultados obtidos no laboratório com testes em escala industrial.

Aluna levando as amostras de cerâmica ao forno

O professor Erich informa que a justificativa do projeto ocorre com base em caracterizações prévias feitas por parte da empresa, o lodo ETA gerado pode ser catalogado como um resíduo sólido classe IIA segundo NBR 10.004:2004. Por tanto, é um resíduo sólido não inerte e deve ser tratado adequadamente, onde a disposição atual está sendo feita em aterro sanitário. Atualmente a indústria de saneamento de São Gabriel, gera um volume significativo de lodo ETA onde sua disposição em aterro representa uma despesa por ano. Considerando que a empresa já realizou ensaios preliminares satisfatórios junto com uma empresa de produtos cerâmicos, seu objetivo principal é validar e regularizar oficialmente o aproveitamento deste resíduo para a produção de blocos cerâmicos vermelhos. Com base em futuras previsões e expansões da empresa de saneamento, o projeto avaliará a potencial utilização de um segundo resíduo, correspondente a um lodo de tratamentos de esgoto – ETE.

Resultado: o tijolo de cerâmica e seus componentes

O professor Erich salienta que neste sentido, os resultados deste projeto, a médio e longo prazo, é realizar testes em escala laboratorial para contribuir com o potencial reaproveitamento do resíduo. Para a UFSM a execução deste projeto vai contribuir para fortalecer a linha de pesquisa de "Materiais de Construção" dentro do programa de pós-graduação de Engenharia Civil no Centro de Tecnologia - CT, assim como, a formação de dois alunos de mestrado e participação de diferentes bolsistas de iniciação científica do curso de engenharia civil. As pesquisas referentes se estenderam neste sentido, e buscam atender as demandas de um Grupo de São Paulo e da Compania de Abastecimento de água e esgoto da cidade de São Gabriel – RS. 

O professor Erich comenta que a participação da FATEC no desenvolvimento do projeto contribui significativamente com a execução das ações necessárias para seu andamento, através do apoio de todo pessoal altamente qualificado na administração dos recursos financeiros recebidos pela instituição.

Kelly Martini – MTB 137.25
Assessora de Imprensa da FATEC

 

Ler Notícia Completa
Ler Todas Notícias