Laboratório de Análise de Solos - LAS do Departamento de Solos da UFSM presta serviços à comunidade

quinta, 31 de março de 2016.

O projeto “Análises Químicas, Físicas e Biológicas dos Solos de Diferentes Regiões do Estado do Rio Grande do Sul” é um projeto do Departamento de Solos (DS) do Centro de Ciências Rurais da UFSM que é coordenado atualmente pelo chefe do DS, Prof. Dr. Sandro José Giacomini. As atividades do projeto se concentram no Laboratório de Análise de Solos (LAS) que está em funcionamento desde 1963. A partir de 1967 o LAS passou a integrar a Rede Oficial de Laboratórios de Análise de Solos (ROLAS) e começou a participar do programa de Controle de Qualidade de análises através do qual é fornecido o Selo de Qualidade anual da ROLAS.

O projeto vem se renovando ao longo dos anos e objetiva:

1) oportunizar aos acadêmicos dos cursos de graduação e de pós-graduação um espaço para acompanhar a realização de análises químicas de solos com vistas ao manejo da calagem e da adubação dos principais cultivos agrícolas;

2) desenvolver pesquisas relacionadas com o desenvolvimento e a padronização de métodos de análises químicas de solos; e

3) atender a demanda de produtores, pesquisadores e comunidade em geral na avaliação de atributos químicos e físicos de solos de diferentes regiões do estado do Rio Grande do Sul e de outros estados do Brasil.

A principal demanda externa do projeto atualmente está relacionada à análise química de amostras de solo para fins agronômicos em que se busca avaliar atributos químicos do solo, como valor de pH, teor de matéria orgânica e nutrientes. As amostras de solo são entregues ao LAS por produtores rurais e empresas ligadas a assistência técnica privada e pública.

No LAS o preparo e a análise das amostras de solos segue um protocolo uniforme dos laboratórios da ROLAS. Os procedimentos analíticos são diversos e são executados por técnicos qualificados e com reconhecida capacidade de operarem equipamentos cada vez mais modernos, visando precisão nos resultados analíticos. Os resultados obtidos no laboratório são apresentados nos laudos de análises que, em seguida, são interpretados pelos técnicos. Com isso é definida a recomendação de corretivos da acidez do solo e fertilizantes, considerando o sistema de manejo e culturas. A correta recomendação de corretivos de acidez e fertilizantes aumenta a lucratividade do produtor e, por consequência, causa um impacto econômico positivo na localidade que reside, município, estado e país.

O LAS também contribui na formação de profissionais na área de Ciências Agrárias dando suporte a disciplina de Fertilidade do Solo dos cursos de Agronomia, Engenharia Florestal e Zootecnia. Além disso, no LAS estudantes realizam estágio remunerado ou voluntário adquirindo conhecimento muito útil à vida profissional. A remuneração obtida contribui para manutenção dos alunos na UFSM.

Os recursos gerados pelo LAS são utilizados para a execução do projeto, na manutenção e melhoria dos laboratórios de pesquisa e didáticos e da área experimental do DS da UFSM, permitindo manter a qualidade de aulas práticas para alunos de Graduação e de Pós-Graduação.

O coordenador do projeto explica que a parceria com a FATEC é fundamental para a execução do projeto que contribuiu para a formação de profissionais na área de Ciências Agrárias e para o desenvolvimento do setor agropecuário brasileiro.  

Legenda 1: análise em curso                              Legenda 2: amostras de diferentes solos

 

 

 

 

 

 

            

Kelly Martini

Assessora de Imprensa da FATEC

MTb 137.25