Projeto do Centro de Tecnologia – CT – UFSM desenvolve tecnologias de armazenamento inteligente em baterias de pequeno porte residencial.

quarta, 03 de janeiro de 2018.

Prof. Luciane Canha apresentando o Projeto.

O projeto intitulado “Baterias de pequeno porte residencial integradas ao conceito de HEM e GLD” coordenado pela professora Drª. Luciane Neves Canha, do Centro de Tecnologia - CT - UFSM foi um dos 23 projetos aprovados em âmbito nacional para atendimento à Chamada de Projeto de P&D Estratégico da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL nº 021/2016 – “Arranjos Técnicos e Comerciais para a Inserção de Sistemas de Armazenamento de Energia no Setor Elétrico Brasileiro”. Este projeto de P&D Estratégico teve início em julho de 2017 e é desenvolvido em conjunto com a empresa de energia proponente, a Companhia Paranaense de Distribuição de Energia – COPEL – D no tema de armazenamento de energia residencial. Vale destacar que, de acordo com Manual do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento do Setor de Energia Elétrica, os projetos de P&D regulados pela ANEEL deverão ser originais e inovadores e que os critérios de seleção dos projetos refletem justamente as características imprescindíveis para a aplicação dos recursos de P&D.

A professora coordenadora explica que o gerenciamento adequado da energia produzida a partir de fontes renováveis em conjunto com o uso de sistemas de armazenamento é fundamental para a manutenção da qualidade do fornecimento de energia bem como, constitui-se em um passo estratégico para a inserção do consumidor dentro do cenário de produção e comercialização da energia elétrica.

Reunião com a empresa Copel.

O projeto prevê a aquisição de duas plantas experimentais de geração e armazenamento de energia. Uma delas será instalada no Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento em Engenharia Elétrica – NUPEDEE do Centro de Tecnologia da UFSM e passará a integrar o patrimônio da UFSM. Este sistema experimental será pioneiro na UFSM em termos de geração, armazenamento e gerenciamento de energia dentro do conceito de Flexible Distributed Energy Resources (FDER). A segunda planta será instalada na sede da Copel, na cidade de Curitiba, Paraná. Com o desenvolvimento deste P&D busca-se contribuir para o trabalho técnico-científico brasileiro a partir da pesquisa do potencial tecnológico dos sistemas de armazenamento para residências, identificar lacunas ou barreiras legais e regulatórias para o desenvolvimento de sistemas de armazenamento de energia em residências conectadas à rede e propor adequações para a disseminação da tecnologia proposta para armazenamento de energia, por meio da difusão tecnológica e capacitação técnica dos membros da equipe do projeto.

Durante o desenvolvimento desta empreitada serão realizados workshops anuais, na UFSM e na sede da Copel, visando a troca de experiências e a discussão dos assuntos relacionados às funcionalidades da tecnologia desenvolvida no projeto em relação à tecnologia de armazenamento em baterias para uso em residências, Home Energy Management, Home Área Network, tecnologias de comunicação, supervisão e controle de sistemas de armazenamento de energia residenciais para operação em conjunto com painéis fotovoltaicos, descrição dos locais mais adequados à instalação de plantas similares, considerando potencial de fornecimento de insumos, ponto de conexão na rede, condições climáticas, impactos ambientais, viabilidade logística, entre outros.

Explicação sobre a aplicação do projeto.

Com este P&D espera-se também contribuir para formação de base tecnológica nacional que inclui possível transferência de tecnologia e capacitação profissional e tecnológica/laboratorial, o projeto prevê a proteção intelectual pesquisa e identificação de produtos que poderão ser patenteados os quais envolverão a supervisão, o controle e a comunicação da planta de armazenamento residencial.
A coordenadora Luciane Canha (CT/DESP) conta com a participação de uma equipe de professores da UFSM que desenvolvem o projeto de forma multidisciplinar oportunizando as várias áreas do conhecimento fortalecendo e amparando todos os segmentos:

- a professora Drª Alzenira da Rosa Abaide, é responsável pelo planejamento dos sistemas de distribuição (CT/DESP);
- o professor Dr. Daniel Pinheiro Bernardon, é responsável pela operação dos sistemas de distribuição e geração distribuída (CT/DESP);
- o professor Dr. Vinicius Garcia, é responsável pela otimização (CT/DPS);
- o professor Dr. Rafael Milbradt, é responsável pela tecnologia da informação (Colégio Politécnico UFSM);
- o professor Dr. Carlos Barrichello, é responsável pelo gerenciamento de telecomunicações (CT/DPEE);
- e ainda, os funcionários TAES, alunos da iniciação científica, mestrandos e doutorandos. 

Para a coordenadora Luciane a importância da intermediação da FATEC no desenvolvimento do projeto é fundamental para auxiliar em todos os processos que envolvem a compra de equipamentos, gerenciamento financeiro dos recursos, prestação de contas e apoio jurídico que se faça necessário no decorrer da pesquisa.

Kelly Martini – MTb137.25
Assessora de Imprensa da FATEC