Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica da Quarta Colônia (CAPPA/UFSM): Consolidação da Paleontologia na Região Central do RS.

terça, 10 de janeiro de 2017.

carimbo
Doutorando do curso de engenharia florestal, Paulo Fernando Machado, o professor Sérgio Dias da Silva, entre os alunos Maurício Garcia e Gabriel Boeira e as alunas, Letícia Rezende e Natalia Bolson.

O projeto “Consolidação do Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica da Quarta Colônia – CAPPA” coordenado pelo professor Dr. Sérgio Dias da Silva, tem como objetivo consolidar a área científica e administrativa do Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica da Quarta Colônia (CAPPA/UFSM). Este complexo situa-se à rua Maximiliano Vizzotto, número 598, no município de São João do Polêsine/RS, e foi doado à UFSM, no ano de 2010 pelo Consórcio de Desenvolvimento Sustentável da Quarta Colônia (CONDESUS) o qual compreende nove municípios da região: Agudo, Dona Francisca, Faxinal do Soturno, Restinga Seca, São João do Polêsine, Ivorá, Silveira Martins, Nova Palma e Pinhal Grande.

O CAPPA/UFSM tem como missão  mapear novos sítios fossilíferos, monitorar os locais já conhecidos, coletar e salvaguardar fósseis de vertebrados e plantas; além dar apoio ao desenvolvimento da pesquisa nas áreas de paleontologia e geologia, bem como, áreas relacionadas interessadas em atuar nos sítios fossilíferos da Quarta Colônia. Este centro, destina-se a atividade acadêmico/científica) e a divulgação da paleontologia em nível regional, estadual, nacional e internacional.

F óssil preparado e pronto para estudo.

O Projeto.

Para a realização do projeto o CAPPA/UFSM disponibiliza condições físicas e técnicas necessárias para o apoio ao ensino, pesquisa e extensão, exercidos de forma integrada, e conta com espaço destinado à guarda e conservação de acervo científico. Desta forma, a infraestrutura presente no CAPPA/UFSM está disponível para qualquer instituição, pública ou privada, que deseje realizar pesquisa ou extensão nesta região.

Cabe-se a ressaltar que as instituições interessadas devem conveniar-se ao CAPPA/UFSM. Qualquer instituição conveniada pode fazer pesquisas na Quarta Colônia e utilizar a estrutura física e laboratorial do CAPPA/UFSM. Materiais resultantes de coleta por parte de tais instituições devem ser reportados ao CAPPA/UFSM. Tais materiais são cedidos por empréstimo a tais instituições para estudo e, conforme os termos do convênio devem ser devolvidos ao CAPPA/UFSM ao término do período de empréstimo.

O CAPPA/UFSM conta neste momento com um professor e três técnicos especializados realizando pesquisas na região. Deste modo, outras instituições de pesquisa são parceiras e colaboradoras do CAPPA/UFSM.  Devido a sua originalidade e atratividade, a paleontologia é ciência que auxilia no desenvolvimento da Quarta Colônia.

Aliada ao turismo ecológico; rural; gastronômico, científico e de eventos, a paleontologia tem grande potencial para contribuir no desenvolvimento econômico e social da região. Escolas e organizações realizam vistas ao local, com agendamento prévio, onde conhecem os fósseis e aprendem a valorizar o patrimônio paleontológico da Quarta Colônia, o qual, é também patrimônio da humanidade. Conforme o professor coordenador explicou, cerca de 90% das amostras que estão no centro são oriundas desta região e outras cidades do RS.

O Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica da Quarta Colônia da Universidade Federal de Santa Maria (CAPPA/UFSM)

Aluno de mestrado pesquisa fóssil encontrado na região, objeto de estudo de dissertação.  

O coordenador Sérgio, enfatiza o apoio da FATEC, uma vez que a mesma administrou os recursos financeiros do projeto que foi finalizado ainda em dezembro de 2016. O CAPPA/UFSM possui espaço físico, estrutura tecnológica, equipamentos, técnicos com formação em paleontologia. Que se equiparam aos encontrados nos melhores centros de pesquisa em paleontologia em todo o mundo. O centro conta com espécimes fósseis de procedência da região da Quarta Colônia. Vários exemplares encontram-se em estudo e geram artigos científicos em revistas internacionais especializadas, formam recursos humanos (Mestrado e Doutorado).

O coordenador Sérgio comenta que a FATEC, através do engajamento de seus funcionários, permitiu que 100% dos recursos disponíveis no projeto fossem aplicados, o que tornou o CAPPA/UFSM um centro de excelência dentro da Universidade Federal de Santa Maria. Tanto é que, finalizado este projeto, o professor Sérgio já está elaborando um novo projeto paleontológico que novamente, precisará da colaboração da instituição na sua realização. Este novo projeto será iniciado já em março de 2017.

Kelly Martini – MTB 137.25
Assessora de Imprensa da FATEC