O LAPAVET – CCS presta serviço à comunidade através de diagnóstico de parasitos em animais domésticos e silvestres.

quinta, 07 de junho de 2018.

Antônio Matos Doutorando em Medicina Veterinária.

A médica veterinária, professora Dra. Silvia Gonzalez Monteiro do Departamento de Microbiologia e Parasitologia - MIP do Centro de Ciências da Saúde – vem desenvolvendo junto à sua equipe o projeto “Prevenção de Parasitoses que acometem animais domésticos e silvestres na cidade de Santa Maria”. O intuito do projeto busca monitorar e identificar os parasitos que ocorrem em animais na região central do Estado do Rio Grande do Sul. O projeto é desenvolvido no Laboratório de Parasitologia Veterinária - LAPAVET e se propõe identificar e controlar parasitos internos e externos, através de convênio firmado com a FATEC e que vem realizando prestação de serviço à comunidade em geral.

O LAPAVET possui uma equipe composta por alunos de graduação, mestrado e doutorado e uma servidora técnica administrativa que atua dando suporte às demandas do laboratório. A equipe é multidisciplinar e possui alunos de diferentes cursos de graduação: Ciências Biológicas, Farmácia, Biomedicina, Medicina Veterinária, Enfermagem e Zootecnia.

Antônio Francisco Igor Magalhães de Matos/Doutorando em Medicina Veterinária

O projeto visa além da identificação dos parasitos realizar o treinamento de alunos e orientar os proprietários dos animais para o controle das parasitoses, diminuindo dessa forma a transmissão de zoonoses na região. O LAPAVET tem desenvolvido ações no controle e erradicação de protozoários, helmintos e artrópodes patogênicos. A coordenadora fala que esses estudos são muito importantes para o controle das doenças parasitárias, já que no local há a identificação de espécies, desenvolvimento de técnicas de diagnóstico e pesquisas com medicamentos para o controle dessas enfermidades.

Carine Comarella/Assistente de Laboratório.

Para conhecer melhor:

O LAPAVET apresenta uma estrutura física que disponibiliza plenas condições para o aprendizado dos alunos de graduação e pós-graduação, que possibilita o estudo do cultivo celular, diagnóstico molecular, laboratório de rotina de exames, laboratório de pesquisa, sala para os alunos, sala de aula e salas de pesquisa com normas rígidas de qualidade e bem-estar animal.
 O laboratório ainda conta com um biotério de artrópodes, setor para desenvolvimento de lâminas para aula prática e coleção de parasitos e animais peçonhentos.

O laboratório atua em conjunto com a FATEC, que possibilita toda orientação necessária para a integração da Universidade com a comunidade, possibilidade de bolsas para alunos, compra de equipamentos e insumos e ainda realiza a gestão financeira do projeto, salienta a coordenadora Silvia.

Kelly Martini – MTb 137.25
Assessora de Imprensa da FATEC