Projeto do CT apóia o lançamento de nanosatélite universitário e promove a difusão do conhecimento integrando o Brasil ao cenário das pesquisas espaciais

quarta, 05 de setembro de 2018.

Projeto do CT apóia o lançamento de nanosatélite universitário e promove a difusão do conhecimento integrando o Brasil ao cenário das pesquisas espaciais

O projeto “Apoio ao lançamento e operação do NanosatC - BR2é coordenado pelo engenheiro eletricista, professor Dr. Andrei Piccinini Legg do Laboratório de Ciências Espaciais de Santa Maria – LACESM, localizado no Centro Regional Sul de Pesquisas Espaciais - INPE – UFSM. O objetivo do projeto é contratar empresas internacionais, especializadas na gestão de serviços de lançamentos de nanosatélites do tipo cubesats para realizar o lançamento do NanosatC-BR2 e a realização de atividades de operação, monitoramento e pesquisa do NanosatC-BR1 e NanosatC-BR2.

Segundo o coordenador Andrei o projeto tem como justificativa garantir o lançamento do NanosatC-BR2, visibilizando a pesquisa e a sua operação no espaço assegurando o sucesso da missão do nanosatélite - NanosatC-BR2 como o segundo nanosatélite científico universitário brasileiro, desenvolvido no âmbito da parceria MCTIC/INPE - UFSM, o nanosatélite NanosatC-BR2 é um cubesat 2U. Para o governo brasileiro e PNAE da Agência Espacial Brasileira - AEB, para o MCTIC/INPE, e para a UFSM é importante a finalização técnica em efetuar com sucesso o lançamento e a operação no espaço do NanosatC-BR2. Atualmente o único satélite científico brasileiro em órbita no espaço é o NanosatC-BR1 do projeto e programa NanosatC-BR1 desenvolvimento de cubesats, também desenvolvido, lançado e operado no espaço no âmbito da parceria e convênio MCTIC/INPE – UFSM. Essas atividades permitirão ampliar positivamente a cooperação espacial internacional e as relações interinstitucionais no Brasil e no exterior, vinculadas com os temas de desenvolvimento e lançamentos de nanosatélites - cubesats e propiciará melhor orientação científica e tecnológica futura aos alunos, tanto da UFSM, em iniciação científica, tecnológica e inovação no MCTIC/INPE/CRS, quanto da pós-graduação em geofísica espacial e engenharia aeroespacial do MCTIC/INPE entre outras instituições, fato importante para a carreira profissional dos jovens futuros pesquisadores e tecnólogos.

NanosatC - BR2 - nanosatélite cubesat

O projeto NanosatC-BR2 parceria: UFSM – INPE/MCTIC, desde janeiro de 2013, tem os seus dois nanosatélites, cubesats – 2U: (i) o seu modelo de vôo (MV) na sala 100.000 do LIT/INPE – MCTIC estando em desenvolvimento as suas cargas úteis: científica & tecnológica e o seu do software de bordo; (ii) o seu modelo de engenharia (ME) no LABISM/INPE- MCTIC está sendo utilizado para uma gama de testes de seus sistemas e subsistemas, com a participação ativa de alunos de graduação da UFSM, e de alunos egressos hoje nas pós-graduações do MCTIC/INPE, MD/DCTA – ITA e UFRGS, de professores da UFSM, da UFABC e UFMG e de pesquisadores e tecnologistas do INPE/MCTIC, sendo alguns deles ex-alunos egressos da UFSM que foram devidamente contratados pelo MCTIC/INPE, via concursos públicos.

Para entender o andamento do projeto:

Neste momento falta viabilizar a mobilidade das equipes, lançar e operar em orbita espacial o NanosatC-BR2 para monitorar e obter dados da magnetosfera terrestre e do geoespaço sobre o território brasileiro. O principal retorno do projeto NanosatC-BR2 é o direto envolvimento de jovens lideranças, estudantes da UFSM que estejam vinculados ao INPE/MCTIC, em projeto de P&D espacial participando de todas as suas fases, inclusive do lançamento e posterior operação após lançamento. Portanto, o projeto NanosatC-BR2 é focado principalmente na originalidade da missão, que trata- se de um programa integrado de formação de recursos humanos através do desenvolvimento de sistemas e subsistemas de cubesats e da coleta de seus dados, medidas da intensidade - módulo do campo geomagnético sobre o Brasil, com que serão estudados e comparados com aqueles obtidos simultaneamente pelo cubesat 1U, NanosatC-BR1 em órbita espacial e por outrossatélites internacionais, disponibilizados via cooperação internacional pesquisar, com mapeamentos, a intensidade do campo geomagnético nas grandes regiões da anomalia magnética do atlântico sul.

NanosatC - BR2 - nanosatélite cubesat

O projeto contribuirá para o fortalecimento da capacidade científica e tecnológica do Brasil, uma vez que com o desenvolvimento de novas pesquisas na área espacial e de desenvolvimento de engenharias e tecnologias espaciais de nanosatélites, posicionará o Brasil à frente na discussão sobre importantes questões das pesquisas relacionadas ao geoespaço, aeronomia, geofísica espacial e de engenharias e tecnologias espaciais. A equipe técnica e científica da UFSM e do MCTIC/INPE desenvolveu, lançou pesquisa e opera no espaço com sucesso o primeiro nanosatélite cientifico universitário brasileiro, o NANOSATC-BR1 que é um cubesat 1U, no âmbito do programa NANOSATC-BR, desenvolvimento de cubesats.  A equipe é essencialmente composta por alunos de graduação, bolsistas e professores da UFSM que atuam em cooperação e parceria com pesquisadores e tecnologistas do MCTI/INPE, tanto lotados no centro regional sul de pesquisas espaciais - MCTIC/INPE- CRS, em Santa Maria, RS, como na sede do MCTIC/INPE, em São José dos Campos, SP. Para o segmento solo o programa, NanosatC-BR desenvolvimento de cubesats, adquiriu, instalou e opera uma rede de duas estações terrenas de rastreio, monitoramento e controle de nanosatélites, sendo uma denominada de ET (INPE-CRS), em Santa Maria, RS, para recepção de dados emitidos do NanosatC-BR1, que está localizada a cobertura do prédio sede do Centro Regional Sul de Pesquisas Espaciais do MCTIC/INPE, que se localiza no campus da UFSM; e outra adquirida pelo programa, via projeto NANOSATC-BR2, denominada de ET (INPE-ITA), localizada na cobertura do prédio do curso de engenharia eletrônica do ITA, no campus do MD/DCTA-ITA, em São José dos Campos, SP. Toda a pesquisa e operação do nanosatélite por meio do ET (INPE-CRS) é feita por alunos de graduação da UFSM que desenvolveram grande habilidade e capacidade nestas atividades, sob a supervisão de professores da UFSM, de pesquisadores e tecnologistas do MCTIC/INPE. Lançamento - o NanosatC-BR2 é um satélite miniaturizado do tipo cubesat 2U, que deverá ser lançado em órbita baixa, (LEO), com o objetivo de monitorar no geoespaço a intensidade do campo geomagnético e a precipitação de partículas energéticas ionizantes e qualificar no espaço suas cargas úteis tecnológicas, de preferência com órbita de alta inclinação, em altitudes da ordem de 600 km (a ser definido com o lançador a ser contratado).

O professor Andrei salienta que o lançamento deste nanosatélite poderá ocorrer o mais breve possível e será especificado para o contrato do lançamento uma orbita superior a 500 quilômetros, estando munido de cargas úteis e uma sonda Langmuir como objetivo de coletar dados para a realização de estudo da anomalia magnética do Atlântico Sul com finalidade multidisciplinar o que poderá impactar significativamente em pesquisas de diversas áreas tais como: telecomunicações, meteorologia, agricultura. O professor Andrei explica que tem conhecimento de cinco empresas no mundo que estão capacitadas a fazer este tipo de lançamento e que o nanosatélite pega ”carona” no lançamento de cargas maiores para o espaço.

O coordenador Andrei explica que a FATEC é parte fundamental na questão administrativa e operacional dos recursos financeiros do projeto, lembrando a importância da parceria de sua equipe que é fundamental para o desenvolvimento do projeto:

Dr. Nelson Jorge Schuch
Pesquisador Titular Sênior III no CRS-COCRE/INPE/MCTIC, Santa Maria, RS.
Gerente do Projeto NANOSATC-BR2 - Coordenador do Programa NANOSATC-BR, Desenvolvimento de CubeSats, no âmbito da Parceria e Convênio: UFSM - MCTIC/INPE.

Dr. Otavio Santos Cupertino Durão
Tecnologista Titular Sênior III na CPA/DIR/INPE-MCTIC, São José dos Campos, SP - Coordenador Geral de Engenharias e Tecnologias Espaciais do Projeto NANOSATC-BR2 do Programa NANOSATC-BR, Desenvolvimento de CubeSats, no âmbito da Parceria e Convênio: UFSM - MCTIC/INPE.

Dra. Maria de Fátima Mattiello-Francisco
Tecnologista Titular Sênior III na TEC/INPE-MCTIC, São José dos Campos, SP - Coordenadora das Atividades de Engenharias de  Sistemas do Projeto NANOSATC-BR2 do Programa NANOSATC-BR, Desenvolvimento de CubeSats, no âmbito da Parceria e Convênio: UFSM - MCTIC/INPE.

Prof. Dr. Andrei Piccinini Legg
Diretor do Laboratório de Ciências Espaciais de Santa Maria – LACESM/CT –UFSM - Coordenador do TED MCTIC-SEXEC - UFSM : "APOIO A FINALIZAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DAS CARGAS ÚTEIS DO NANOSATÉLITE -  NANOSATC-BR2”.

Prof. Dr. Cesar Augusto Prior
Ex-Diretor do Laboratório de Ciências Espaciais de Santa Maria – LACESM/CT –UFSM - Ex-Coordenador do PROJETO “DESENVOLVIMENTO E FABRICAÇÃO DE PLACA INTEGRADORA DE CARGAS ÚTEIS DO NANOSATÉLITE - NANOSATC-BR2”.

Prof. Dr. André Luis da Silva
Servidor-Professor lotado no Departamento de Engenharia Mecânica e Professor e Coordenador do Curso de Engenharia Aeroespacial do Centro de Tecnologia da UFSM, vinculado ao Laboratório de Ciências Espaciais de Santa Maria – LACESM/CT –UFSM - Coordenador local de Engenharias e Tecnologias Espaciais do Projeto NANOSATC-BR2 do Programa NANOSATC-BR, Desenvolvimento de CubeSats, no âmbito da Parceria e Convênio: UFSM -MCTIC/INPE.

Missão Científica do Projeto NANOSATC-BR2:
Dr. Nelson Jorge Schuch; CRS-INPE/MCTIC – Principal Investigador Geral
Dr. Marlos Rockenbach da Silva; DGE/INPE/MCTIC – Clima Espacial
Dr. Alexandre Alvares  Pimenta; DEA/CEA/INPE/MCTIC –Principal Investigador - Aeronomia
Dr. Polinaya Muralikrishna; DEA/CEA/INPE/MCTIC – Principal Investigador   - Sonda de Langmuir
Dr. José Valentin Bageston; CRS-INPE/MCTIC – Aeronomia - Sonda de Langmuir
Dr. Odim Mendes Jr.; INPE/MCTIC, DGE/CEA – Medidas do Campo Geomagnético
Dr. Alisson Dal Lago; INPE/MCTIC, DGE/CEA – Clima Espacial
Dr. Clezio Marcos De Nardin; INPE/MCTIC, DGE/DAE – Ionosfera – Clima Espacial - Medidas do Campo Geomagnético
Prof. Dr. Cesar Augusto Prior; UFSM, DELC/LACESM – Circuitos - Microeletrônica
Prof. Dr. Natanael Rodrigues Gomes; UFSM, DELC/LACESM – Telecomunicações - Estação Terrena - ET(INPE-CRS)
Prof. Dr. Andrei Piccinini Legg; UFSM, DELC/LACESM – Telecomunicações - Estação Terrena - ET(INPE-CRS)
Dr. Eng. Carlos Roberto Braga - DGE/INPE/MCTIC – Clima Espacial
Dr.  Juliano Moro – CRS-INPE/MCTIC - Ionosfera - Clima Espacial

Missão Tecnológica do Projeto NANOSATC-BR2:
Dr. IssamuMuraoka; INPE/MCTIC, SJC – Disponibilização de CI
Eng. Lucas Lopes Costa – INPE/MCTIC,  DSE/ETE – Carga Útil Tecnológica Sistema e Testes
Dr. Silvio Manea – INPE/MCTIC,  DSE/ETE – Carga Útil Tecnológica Sistema e Testes
M.Sc. Antonio Pereira Jr. - INPE/MCTIC, SJC – Especificação de CI
Dr. Saulo Finco  – CTI-Renato Archer – Projeto CITAR/FINEP - Carga Útil Tecnológica Sistema e Testes
Prof. Dr. João Baptista dos Santos Martins - UFSM-SMDH – Projeto de CI
Prof. Dr. Ricardo Augusto da Luz Reis - UFRGS/II/Grupo de Microeletrônica – FPGA(MIPS-TMR/RADTOL)
Profa. Dra. Fernanda Gusmão de Lima Kastensmidt - UFRGS/II/Grupo de Microeletrônica – FPGA(MIPS-TMR/RADTOL)
Prof. Dr. Ricardo Duarte - UFMG - Dep. Engª Eletrônica- Determinação de Atitude, Com Tripla Redundância
Prof. Dr. Luiz Siqueira Fº- UFABC - Dep. Engª Aeroespacial - Determinação de Atitude, Com Tripla Redundância

Desenvolvimento, Integração e Sistemas & Subsistemas  do Projeto NANOSATC-BR2:
Dr. Otávio Santos Cupertino Durão; INPE/MCTIC, CPA/DIR – Software de bordo e lançamento
Dr. AntonioClaretPalerosi; INPE/MCTIC,  LIT– Arquitetura Mecânica
Dr. Geilson Loureiro; INPE/MCTIC, LIT – Sistema e Testes
Dr. Mario Celso de Almeida; INPE/MCTIC, LIT – Suprimento de Energia
Dr. PawelRozenfeld; INPE/MCTIC, CCR  –  Segmento Solo – Estação Terrena
Dr. Valdemir Carrara; INPE/MCTIC, DME/ETE – Determinação e Controle de Atitude
Dr. Roberto Lopes; INPE/MCTIC, DSE/ETE – Determinação de Atitude
Jornalista Lauro Barbosa Alves; ASMRA, SM – Segmento Solo – Estação Terrena

Equipe de Bolsistas:
- Eng. Rodrigo Passos Marques  - Engenheiro Mecânico - Bolsista PCI - DE 
- Leonardo Zavareze da Costa - Graduando Eng. Elétrica UFSM - Bolsista de Pesquisa
- Thales Ramos Mânica - Graduando Eng. Elétrica UFSM - Bolsista PCI - DE;
- Guilherme Schneider Ullrich - Aluno de Eletromecânica CTISM/UFSM

Bolsista IC - Estágio:
- Lorenzzo Quevedo Mantovani - Graduando Eng. Aeroespacial UFSM - Bolsista IC – Bolsa PIBIC
- Artur Gustavo Slongo - Graduando Eng. Aeroespacial UFSM - PCI – ITI – 1A
- José Gabriel Albornoz Fabbrin - Graduando Eng. Aeroespacial UFSM - Bolsista IC – Bolsa PRAE
- Alan Pitthan Couto - Graduando Eng. Aeroespacial UFSM - Bolsista IC - Bolsista PIBIT
- Alex Müller - Graduando Eng. Elétrica UFSM - Bolsista IC - Bolsa PIBIC
- Fernando Sobroza Pedroso - Graduando de Economia UFSM - Bolsista

Kelly Martini – MTb 137.25
Assessora de Imprensa da FATEC