4ª SIPAT FATEC – Gestão 2018/2019 (Dia 2)

quarta, 12 de setembro de 2018.

2º dia 10/09/2018 - terça-feira

Terapeutas Ocupacionais palestrantes - Andreisi Carboene Anversa(Colégio Politécnico-UFSM) e Lucielen Chequim da Silva (Docente do Departamento de Terapia Ocupacional UFSM).

O segundo dia da 4ª SIPAT FATEC teve início às 9h, no prédio 67 da FATEC, e trouxe a palestra das Terapeutas Ocupacionais Andreisi Carbone Anversa e Lucielen Chequim da Silva, ambas servidoras da UFSM ministraram informações sobre “Técnicas para evitar o Stress e Ansiedade no Trabalho”. As terapeutas ressaltaram a necessidade do trabalhador saber trabalhar em equipe, ter motivação, identificação com suas funções, comprometimento, apesar das individualidades intrínsecas à cada um, a diversidade e o histórico de vida de todo indivíduo.

As terapeutas explicaram que é possível desenvolver e manter a saúde mental do trabalhador no ambiente de trabalho sem sofrimento e com boas relações sociais, se cada um souber resolver os conflitos, superar as dificuldades e se relacionar com respeito e empatia com chefes, colegas e colaboradores. As palestrantes enfatizaram que não é salutar deixar para resolver os possíveis problemas depois, pois estes tendem a virar uma bola de neve. O mais indicado é sanar o quanto antes as inseguranças e as divergências, que ocorrem dando oportunidade para o diálogo e para a reflexão do quanto se pode melhorar e contribuir, estas ações só trazem benefícios tanto no que se refere ao trabalhador quanto ao trabalho, desta forma todos saem ganhando em saúde e eficiência.

As terapeutas ocupacionais ressaltaram a necessidade do comprometimento dos trabalhadores tanto no desenvolvimento das atividades laborais quanto nas relações humanas que são interdependentes e que precisam estar em harmonia para que as organizações e empresas sejam saudáveis às atividades laborais e que efetivamente cumpram sua missão. A empresa é responsável pela saúde do trabalhador, para tanto deve oportunizar o diálogo e fornecer um ambiente de convívio agradável a todos. Durante a palestra as profissionais realizaram atividades de descontração que demonstrou o quanto cada pessoa é necessária é única e seu desempenho nas atividades laborais reflete nos resultados da empresa de forma coletiva. A convivência pode ser forma de interação muito satisfatória, se bem administrada, o que evita desgaste físico e psicológico, como o estresse e os conflitos existenciais que levam muitas vezes ao sofrimento e ao adoecimento do trabalhador, o que pode ser evitado, cultivando práticas e consciências voltadas aos ideais coletivos. Ao final foram sorteados brindes e em seguida as apresentações foram concluídas e os participantes foram convidados para o terceiro dia de palestras.

Kelly Martini – MTb 137. 25
Assessora de Imprensa da FATEC