Projeto desenvolve réplicas de fósseis com foco na captação de recursos para o Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica da Quarta Colônia - CAPPA/UFSM

segunda, 10 de dezembro de 2018.

O projeto “Oficina de réplicas e souvenires do Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica da Quarta Colônia - CAPPA” é coordenado pelo biólogo, professor, Dr. Flávio Augusto Pretto do Departamento de Ecologia e Evolução CEE - do Centro de Ciências Naturais e Exatas da UFSM. O projeto tem como objetivo produzir e comercializar réplicas de fósseis de pequeno e médio porte, com alta resolução destinada à museus, além de visar a produção e venda de souvenires diretamente na Mostra Paleontológica que hoje se encontra nas instalações do CAPPA. O intuito do projeto é difundir o acervo dos fósseis da Quarta Colônia, depositado no CAPPA/UFSM, a outras instituições, além de disponibilizar aos visitantes na Mostra Museológica algumas peças e materiais sob a forma de souvenires. Há também a previsão da criação de coleções didáticas, com base nos fósseis encontrados na região.

Foto 1: Prof. Flávio e alunos na preparação dos fósseis em aula. Foto 2: Réplica de fóssil em exposição no CAPPA. Foto 3: Souvenires de fósseis. Foto 4: Prof. Flávio realizando a modelagem das peças;



O professor Flávio explica que é difundida em outros museus do mundo a venda de itens temáticos, como camisetas, bótons e chaveiros, além de réplicas de peças do próprio acervo. O valor oriundo da comercialização desses produtos tende a ser revertido para a manutenção das exposições, além de fomentar a continuidade das pesquisas, propósito ao qual se destina este projeto. Além disso, os espécimes mais frágeis das coleções paleontológicas tendem a ser expostos nos salões dos museus sob forma de réplicas de alta fidelidade, enquanto os originais ficam devidamente resguardados em salas de reserva técnico-científica, onde podem ser acessados para estudos e pesquisas. A replicagem dos materiais é realizada tanto manual quanto digitalmente, incluindo processos de modelagem e impressão 3D. Como resultado, são obtidas réplicas em ABS ou em resina de poliéster, materiais duráveis, e que após o tratamento ficam com aparência muito similar ao real. O professor Flávio enfatiza que o projeto possui dois focos principais:

- Museológico – confeccionar esqueletos a partir de réplicas de dinossauros e outros animais fósseis a partir dos originais depositados no CAPPA, que serão permutados com outros museus, universidades e instituições interessadas, bem como para colecionadores;

- Comercial – produzir peças para atender a demanda do público visitante do CAPPA, que desejem levar um souvenir para casa;

A prática de permuta destas peças é algo bastante corriqueiro. Desta maneira o CAPPA/UFSM tem o intuito de realizar esta ação como uma alternativa para suplementar o custeio de suas despesas, de modo a gerir algumas de suas necessidades, além de disseminar o conhecimento paleontológico produzido na UFSM. O Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica da Quarta Colônia – CAPPA/UFSM está localizado na Rua Maximiliano Vizzoto, número 598, no centro de São João do Polêsine – RS. O Centro é aberto para visitação, e tem entrada franca a toda comunidade. A visitação é guiada pelos paleontólogos do centro. As visitas em grupos superiores a dez pessoas devem ser agendadas com antecedência através do e-mail: cappa@ufsm.br. Melhores informações podem ser obtidas também através do site www.ufsm.br/cappa. O coordenador Flávio comenta ainda que a parceria da FATEC no desenvolvimento do projeto é fundamental, pois permite a captação e a transferência dos recursos, bem como no apoio referente a questões jurídicas.

Kelly Martini – MTb 137.25
Assessora de Imprensa da FATEC