Projeto de Cooperativismo do Colégio Politécnico da UFSM incentiva o desenvolvimento de ações conjuntas que efetivam os valores de justiça social

terça, 01 de outubro de 2019.

Projeto de Cooperativismo do Colégio Politécnico da UFSM incentiva o desenvolvimento de ações conjuntas que efetivam os valores de justiça social

 

O Projeto + Coop: Ações Extensionistas para o desenvolvimento do Cooperativismo é um projeto de extensão que visa promover a educação cooperativa. Este projeto é coordenado pelo administrador e professor Dr. Gabriel Murad Velloso Ferreira, do Colégio Politécnico da UFSM e conta com a participação de docentes e alunos do Curso de Gestão de Cooperativas do Colégio Politécnico da UFSM. O projeto atua para ampliar o conhecimento sobre o cooperativismo na comunidade e para todos que atuam no universo cooperativo.

Segundo o professor Gabriel, o cooperativismo defende a reforma pacífica e gradual da coletividade e a solução dos problemas comuns por meio da união, auxílio mútuo e integração entre as pessoas. O cooperativismo busca corrigir as injustiças sociais com a

à esquerda -  Cursos sobre Cooperativismo;  ao centro - atividades de integração sobre Cooperativismo; à direita - palestras sobre Cooperativismo

repartição justa e harmoniosa de bens e valores. Simplificando, o professor Gabriel explica que cooperar é saber trabalhar e colaborar de forma conjunta para o bem coletivo. O Colégio Politécnico da UFSM, acredita que a preparação para a cooperação é uma importante alavanca na disseminação e consolidação deste modelo particular e desafiador de organizações. Pressupõe-se que a disseminação e o desenvolvimento das cooperativas contribuirão para a diminuição da desigualdade social, a geração e a distribuição de riquezas e o desenvolvimento das comunidades.

É neste intuito que o Colégio Politécnico da UFSM tem buscado contribuir, seja por meio do curso de graduação em Gestão de Cooperativas, do curso Técnico em Cooperativismo, da Revista de Gestão e Organizações Cooperativas – RGC e tantos outros projetos de pesquisa e extensão no âmbito do cooperativismo. Sendo assim, a busca deste projeto é ampliar as ações de extensão em cooperativismo realizadas pelo Colégio Politécnico da UFSM.

 

As ações extensionistas apresentam significativa relevância, já que caracteriza-se por permitir que a UFSM projete-se para fora do tradicional ambiente de ensino e pesquisa, permitindo-se conhecer pela comunidade que a cerca. E esta troca enriquece o ensino oferecido pela instituição, porque permite ao aluno colaborar na transformação da realidade social, agregando conhecimentos que, por si só, a universidade não teria condições de oferecer.

As ações extensionistas permitem uma aproximação com as comunidades e as cooperativas, o que fortalece o quinto princípio do cooperativismo: educação, formação e informação. Estas são iniciativas da universidade que buscam preencher lacunas percebidas pelas comunidades, e que ocasionam maior aproximação da academia junto à comunidade. Assim, o projeto contribui objetivamente, na aplicação prática dos conhecimentos gerados na universidade tanto por parte dos alunos quanto dos docentes, ao mesmo tempo em que viabiliza a apropriação de conhecimentos práticos por parte da comunidade universitária envolvida no projeto.

O coordenador Gabriel fala um pouco da parceria da FATEC junto ao projeto. “Estas ações de extensão já alcançaram participantes de 97 cidades do RS, onde 294 pessoas aprofundam seus conhecimentos sobre o cooperativismo e a educação cooperativa, bem como, 257 participantes já concluíram sua formação. A FATEC é parceira fundamental para que estas ações de aproximação e aprendizagem conjunta sejam efetivadas com profissionalismo e transparência”, explica o coordenador do projeto professor Gabriel.

Kelly Martini – MTb 137.25
Assessora de Imprensa da FATEC